Portal atualizado em: 25 de outubro de 2021 às 20:04h

Dia da Agricultura Familiar: Santa Rita busca ações para ampliar produção local

Início Dia da Agricultura Familiar: Santa Rita busca ações para ampliar produção local

Neste 25 de julho é dia de homenagear o agricultor familiar, trabalhador que desempenha um papel fundamental para o crescimento da agricultura local. Para se ter uma ideia, no Brasil, a agricultura familiar está presente em quase 85% das propriedades rurais do país. Desse percentual, quase metade está concentrada na região nordestina, que é responsável por cerca de 1/3 da produção total.

Dados do Censo Agropecuário divulgados pelo IBGE no ano passado indicaram que 47,8% da produção paraibana nesse setor advém da agricultura familiar, e por essa razão investir em políticas públicas para esse seguimento é imprescindível.

Em Santa Rita, segundo o Secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Sildo Morais, os desafios encontrados pela atual gestão são imensos, mas existem ações em tramitação que vão contribuir para o fortalecimento da atividade.

“Há cerca de 400 famílias que desenvolvem a agricultura familiar no município de Santa Rita, cuja renda, em sua maior parte, tem origem nessa atividade agrícola. A gestão municipal, por meio da Secretaria de Agricultura, reconhece que há uma necessidade clara de políticas públicas para o setor, não apenas da gestão local, mas dos governos Estadual e Federal, para promover o fortalecimento da agricultura familiar, através de atendimento diferenciado, como propõe o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), explicou.

A principal característica da agricultura familiar está associada à policultura, ou seja, a diversificação dos produtos agrícolas, e o município de Santa Rita apresenta uma grande variedade em seus plantios. A produção de frutas, legumes, verduras e tubérculos tem como destaque mandioca, batata, inhame, feijão, milho, melancia, mamão, limão, abacaxi, banana.

“Os dados do Censo Agropecuário coletados pelo IBGE mostraram que metade da produção consumida pelos paraibanos é proveniente da agricultura familiar. Em razão disso, temos a necessidade de mais investimento no setor para os agricultores, a exemplo de assistência técnica, flexibilidade na liberação de crédito, programa de aquisição de alimentos, entre outras ações importantes. E é exatamente isso que estamos buscando, finalizou Sildo Morais.

Compartilhar

Notícias Relacionadas