Portal atualizado em: 28 de janeiro de 2023 às 23:18h

Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacina em adolescentes sem comorbidade

Início Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacina em adolescentes sem comorbidade

Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacina em adolescentes sem comorbidade

Coronavírus

Autor: comunicação

Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacina em adolescentes sem comorbidade

Na noite desta quarta-feira (15), o Ministério da Saúde emitiu uma nota informativa para Estados e municípios revisando a recomendação sobre a vacinação contra a Covid-19 em jovens com idade entre 12 e 17 anos sem comorbidades. De acordo com a nova orientação, a imunização dos adolescentes deve se manter apenas para o grupo desta […]

16/09/2021 10h42 Atualizado há 1 ano atrás

Na noite desta quarta-feira (15), o Ministério da Saúde emitiu uma nota informativa para Estados e municípios revisando a recomendação sobre a vacinação contra a Covid-19 em jovens com idade entre 12 e 17 anos sem comorbidades.

De acordo com a nova orientação, a imunização dos adolescentes deve se manter apenas para o grupo desta faixa etária que apresente comorbidade, deficiência permanente ou que esteja privado de liberdade. Desta forma, Santa Rita voltou a vacinar apenas o público 18+, sem comorbidade, seguindo o Programa Nacional de Operacionalização da Covid-19.

Segundo destaca a nota, foram consideradas as seguintes premissas:
– A Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização de criança e adolescente, com ou sem comorbidades;
– A maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela COVID-19 apresentam evolução benigna, apresentando-se assintomáticos ou oligossintomáticos;
Somente um imunizante foi avaliado em ECR;
– Os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos;
– Apesar dos eventos adversos graves decorrentes da vacinação serem raros, sobretudo a ocorrência de miocardite (16 casos a cada 1.000.000 de pessoas que recebem duas doses da vacina);
– Redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico.