Portal atualizado em: 20 de outubro de 2021 às 15:38h

Prefeitura de Santa Rita realiza ‘Operação de Guerra’ para combater o mosquito Aedes Aegypti e o Zika Vírus

Início Prefeitura de Santa Rita realiza ‘Operação de Guerra’ para combater o mosquito Aedes Aegypti e o Zika Vírus

 

_LAF3074

Quarenta e cinco agentes da Secretaria de Saúde de Santa Rita deram início, na manhã desta quinta-feira (10), uma operação intensiva para combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, Zika Vírus e da febre Chikungunya. As equipes estão visitando as residências em Várzea Nova, Centro, Tibiri Fábrica e Açude, entre os dias 10 e 11. A ação será realizada também no Alto das Populares e Jardim Planalto, nos dias 14 e 15 de dezembro.

A iniciativa visa identificar áreas de risco, onde as larvas do mosquito Aedes Aegypti podem se proliferar. Essa operação é necessária por causa do no número de casos de Zika vírus registrados em Santa Rita. De acordo com o Ministério da Saúde, existe uma relação entre o Zika Vírus e o aumento da ocorrência de microcefalia, condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor que o normal.

Com 8 casos da doença notificados no município, o prefeito determinou que fossem realizadas ações intensivas para eliminar os focos dos mosquitos e diminuir o índice de pessoas contaminadas.

Cada agente de saúde visita em média 35 residências. Neste primeiro momento, a meta é inspecionar, por dia, aproximadamente, 1575 casas em cada localidade. A Prefeitura estará contratando mais 29 agentes capacitados para participar da operação, que será realizada durante 90 dias.

De acordo com José David, responsável pela supervisão dos agentes, o mosquito Aedes Aegypti se reproduz em qualquer lugar que houver água parada limpa ou pouco poluída. Por isso, está sendo feito um trabalho de conscientização da população para evitar e erradicar a proliferação na região.

Os agentes de saúde são orientados a usar um larvicida que elimina os ovos do mosquitos. O produto é em pó, dura em média 90 dias e atua de modo a fazer com que a larva seja deformada antes de se tornar adulta.

Paralelamente a operação, um caminhão está recolhendo entulhos como pneus, vasos, garrafas, e quaisquer objeto que possa acumular água parada e promova o desenvolvimento do mosquito.

Compartilhar

Notícias Relacionadas