Portal atualizado em: 23 de junho de 2022 às 22:25h

Santa Rita confirma nova geração de ouro do taekwondo no Grand Slam de Fortaleza

Início Santa Rita confirma nova geração de ouro do taekwondo no Grand Slam de Fortaleza

A atleta tetracampeã brasileira Karen Eduarda, de 16 anos de idade, foi medalha de ouro na competição nacional dentro de sua categoria e faixa etária.

Na categoria Juvenil, Karen foi medalha de ouro após vencer três lutas, conseguindo assim índice técnico para integrar a Seleção Brasileira Olímpica Juvenil, que disputará os jogos sul-americanos, na Argentina.

O Grand Slam, no Ceará, reuniu atletas de taekwondo do país inteiro e garantiu vaga aos vencedores em ouro e prata para participar do pan-americano, em Orlando, nos Estados Unidos, em junho ou julho, deste ano.

Karen Eduarda é de Várzea Nova, distrito de Santa Rita/PB e começou no taekwondo ainda cedo, entre 7 e 8 anos de idade, sem imaginar que um dia seria a número um do ranking nacional, pela Confederação Brasileira da modalidade, em 2018. E foi a melhor da América Latina, após vencer o pan-americano, na Costa Rica, em 2017.

Agora ela representará a Paraíba e Santa Rita na seleção brasileira de taekwondo, pela terceira vez.

Promessa do taekwondo brasileiro para as Olimpíadas de 2024, a menina Karen agora treina puxado seis dias por semana, quatro horas por dia, sob o comando do seu técnico Michael Douglas. O Sonho de Karen é fazer mais história nos Jogos da Juventude, no Mundial da Bulgária e assim chegar na próxima Olimpíada.

A nova geração de taekwondo da cidade de Santa Rita conta ainda com os talentos de Keitlyng Ellen (13 anos de idade), ouro em Fortaleza, no Grand Slam; Lucas Emanuel (prata), e Deivisson Gustavo (Bronze), cadetes até 55 quilos, vencedores no mesmo evento. Ketlyng e Lucas vão integrar a seleção brasileira da categoria deles até 55 quilos.

Há anos, a prefeitura de Santa Rita vem apoiando, através da Secretaria de Cultura, Desportos e Turismo (Secdtur), todos esses brilhantes atletas, como uma forma de revelar talentos e ter no esporte as oportunidades de superação de vulnerabilidades sociais e assim definir cidadãos e cidadãs vencedores para Santa Rita, Paraíba e Brasil.

Compartilhar

Notícias Relacionadas